Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Soprador de Brasas

O Soprador de Brasas

INQUIETAÇÃO PRIMEIRA: MANIFESTO DA TOLERÃNCIA E DO HUMANISMO

18056893_1897255600546934_8084961037477858692_n.jp

18058005_1897265190545975_8191271594525724435_n.jp

17953022_1897270683878759_7235869652745197166_n.jp

Decidi publicar alguns posts antigos do facebook, e rescrevê-los e blogar por aqui.

 

INQUIETAÇÃO PRIMEIRA.

 

MANIFESTO DA TOLERÃNCIA E DO HUMANISMO.

Vivemos num mundo estranho de egoismo, de exclusão , de competição permanente, de objectivos, de ser isto ou ser aquilo, ter isto ou aquilo e depois de termos já podemos deitar fora.


Há palavras criminosas usadas por vendedores de sonhos e quimeras que perseguimos como valores intocaveis e não passam de mascaras da nossa desumanidade.

 

Ontem na formaçao no estabelecimento prisional de Torres Novas reflectiamos sobre a essência do Ser Humano que criou palavras como humanismo, tolerância, inclusão, empatia, e que vive vestido com estas roupagens e que caminha por estradas bem diferentes, de exclusão, de julgamento, de inveja , as estrados do ter,  ter para ter a sensação de poder e de felicidade.

A Escola ensina a competir , não ensina a cooperar, ensina a pensar e mal e não ensina a aprender sentimentos e emoções, os média criados para nos aproximarem separam-nos com mentiras, vendem a mentira melhor paga, os politicos generalizam a nossa existência num rol de promessas e de falsidades, na saude privada  os medicos ganham à peça e nem olham a alma do doente, os soldados morrem em guerras imorais pensando que defendem causas nobres enganados pelos seus lideres, a terra empobrece aquecendo na sua aridez desertica da falta de consciência de preservar o verde, o azul e o mar e o vento...morremos devagar na ilusão de sermos eternos.

o Humanismo foi criado, para podermos ser desumanos com a consciência tranquila, a tolerância foi criada para podermos excluir de consciência tranquila, somos todos muito bonzinhos e boas pessoas, e somos 7 biliões de bonzinhos que nos destruimos a cada segundo e 3 biliões de pessoas vivem abaixo do limiar da pobreza, não têm água nem comida , nem a compaixão de ninguem.

 

O negocio da dor , o maior negocio mundia floresce, as guerras, as emigrações, as farmaceuticas, as doenças psiquicas da actualidade,  a comunicação social, vende e enriquece com o anti-social e com a morte e o sangue, as crianças são ensinadas a competir e não a cooperar, estamos a criar um mundo de perdedores, que já sentem que o normal é ser perdedor.

como podemos ser Humanistas e tolerantes se a cada segundo aprendemos com o que vemos, repetimos a banalidade da violencia, repetimos os filmes que vemos e as sensações de medo e isolamento que nos passam.,  ,

Ontem perguntava: como aprendemos mais, com a dor ou com a felicidade?...90% das respostas foi: " com a dor", enquanto estivermos nesta referência temos o nosso focus na negatividade, na culpa, na falha e nãó olhamos para os bons exemplos e os repetimos como bons para nós.


Mais uma vez a falsa tolerancia e o falso humanismo ensina-nos não pela alegria, mas pela tristeza, pela carência de amor, pela solidão das almas em cidades de multidões de almas em solidão.

Não sou nenhum exemplo, já fiz muita merda e continuo a fazer, há uma coisa que não faço, é usar esta falsa moralidade e nada fazer, a nao ser criticar tudo e todos, sem mexer uma palha para mudar.

Todos os dias uma pedra, sem nada esperar, e estranhamente,a vida aconteçe aos aventurados, quem ama, atrai amor, quem dá, vive em abundancia, e podemos dar unicamente palavras para despertar consciências e pequenos gestos e palavras de amor.

Todos estamos certos,todos temos razão, a nossa religião é a melhor, o nosso clube é o melhor, os nossos amigos são os melhores, os nossos partidos são os melhores, a nossa verdade é a melhor,  eu estou hoje certo que todos os dias podemos fazer a diferença e acima de tudo nao sermos humanistas nem tolerantes, mas sim sermos humanos na nossa essencia reptiliana, com a consciência de que podemos escolher não ser desumanos e intolerantes....

Eu quero ser um humanista, e para o poder ser, o 1ª passo é a libertação da palavra, e do seu peso hipocrita, da vergonha que sinto quando oiço a palavra humanista e saio da igreja onde me condenei pelos pecados e já estou a pecar de novo no rio hipocrita de não ser.

hoje as palavras sucesso, liderança, tolerância, feminismo, empatia, têm o peso do nosso insucesso e são usadas por aqueles que as usam no seu dia a dia como bandeiras multicores de virtudes que não possuem.....porque nada disto é verdade no nosso planeta, 70% da população mundial está em sofrimento e em niveis de pobreza e de falta de educação rigidos e estamo-nos a cagar para os outros. Essa é a verdade e vocês sabem-no mas achamos chique ser humanistas, é chique ser femea fiminista, é chique ser gay, é chique , ser o cacete, mas ser SER HUMANO está em desuso . é careta e não vende noticia.

Ensinar a amar, ensinar a perguntar, ensinar a escutar, ensinar a dar, ensinar a perguntar o nome âs pessoas, ensinar a educação, , ensinar a olhar para os outros e a não julgar, ensinar a sentir, ensinar a pertencer e a envolver..... ensinar a aprendrer a desapreder, e aprender a desobedecer, tanta coisa antes de aprendermos o que é na realidade tolerãncia ou humanismo e podermos usar estas palavras de forma hipocrita e futil em cada discurso, em cada encontro, em cada esquina ,em cada governo, em cada Presidente, em cada legislatura da exclusão.

não brinquem, acordem, competir cria vencedores e perdedores, cooperar e amar cria invenciveis.

 

Pedro Tinoco de Faria

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Soprador de Brasas

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D